A História do Android

A história da versão do sistema operacional móvel Android começou com o lançamento da versão alpha em novembro de 2007. A segunda versão comercial, o Android 1.0, foi lançado em setembro de 2008. Está em desenvolvimento corrente pela Google e Open Handset Alliance, e o sistema operacional recebeu uma série de atualizações desde o seu lançamento original. Essas atualizações geralmente corrigem erros e adicionam novas funcionalidades.

Desde abril de 2009, as versões Android foram desenvolvidos sob um codinome e lançadas em ordem alfabética: Alpha, Beta, Cupcake, Donut, Eclair, Froyo, Gingerbread, Honeycomb, Ice Cream Sandwich, Jelly Bean, KitKat, Lollipop, Marshmallow, Nougat e Oreo.

Além disso, a partir do Android 1.5 (Cupcake), que foi lançado em 30 de abril de 2009, foram lançados apenas versões com nomes de doces. A Google também coloca uma estátua em sua sede, ao lançamento de cada versão, em que o famoso "robôzinho" está acompanhado do doce, a qual a versão Android se refere.

Android 1.0 (ainda sem apelido)
Primeira versão comercial do sistema operacional, lançada em 23 de setembro de 2008. Já possuía aplicativos do Google e vários outros recursos básicos, mas que na época eram inovadores, como um Media Player, navegador e suporte a Wi-Fi e Bluetooth.

Ele já tinha acesso ao Android Market, que mais tarde seria renomeado para Google Play, para download de aplicativos.

Android 1.1 (sem apelido)
Primeira atualização do sistema, lançada em 9 de fevereiro de 2009, corrigiu falhas e bugs da versão 1.0 e não trouxe grandes inovações. Entre as novidades, estão o detalhamento e exibição de reviews de locais quando o usuário faria uma busca no Maps e melhorias na interface para realizar chamadas.

Android 1.5 (Cupcake)
Foi a primeira versão do sistema operacional a receber um apelido carinhoso de sobremesa, que virou padrão daí em diante. Lançada em 27 de abril de 2009, ela teve a inclusão dos Widgets, que até hoje são marca registrada do sistema e gravação e reprodução de vídeos em formato MPEG-4 e 3GP.

Também incluiu transições de telas animadas e melhorias no teclado, que passou a funcionar com o celular na vertical e horizontal, suportar palavras customizadas pelo usuário e permitir instalação de teclados desenvolvidos por terceiros.

Android 1.6 (Donut)
A versão foi lançada em 15 de setembro de 2009 e trouxe suporte à resolução 800x480 e a inclusão de uma caixa de buscas já na tela inicial, para facilitar pesquisas internas e na web. Também teve melhorias em acessibilidade e a inclusão de um sistema de síntese de voz.

Também trouxe mais facilidade de uso para o Google Play, possibilitando a inclusão de screenshots de aplicativos.

Android 2.0 a 2.1 (Eclair)

A “bomba de chocolate” foi lançada em 26 de outubro de 2009 e marcou a primeira atualização radical do sistema operacional móvel do Google. Trouxe uma nova interface, velocidade de hardware otimizada e suporte ao HTML5 no navegador.

O sistema ainda apresentou a possibilidade de inclusão de várias contas no aparelho, para sincronização de contatos de várias fontes diferentes, além de trazer suporte ao protocolo de e-mail Microsoft Exchange. As atualizações posteriores apenas trouxeram correções de bugs.

Android 2.2 a 2.2.3 (Froyo)

Lançada em 10 de maio de 2010. A versão foi marcada por várias novidades que rodavam “sob o capô” do sistema e praticamente eram invisíveis ao usuário comum, com otimização de velocidade, memória e desempenho. Trouxe a possibilidade de transformar o celular em um hotspot de Wi-Fi e instalação de aplicativos em cartões de memória removíveis.

As atualizações posteriores trouxeram apenas correções de falhas de segurança e bugs menores.

Android 2.3 a 2.3.7 (Gingerbread)

Foi a versão mais popular do Android até pouco tempo, e também mais duradoura, presente até hoje em dispositivos mais baratos. Foi lançada em 6 de dezembro de 2010 e trouxe interface renovada e simplificada e suporte a resolução HD e tecnologia NFC.

Também passou a ter suporte nativo a sensores como barômetro e giroscópio e a aceitar múltiplas câmeras em um mesmo dispositivo. Assim, as câmeras frontais passam a se popularizar.

Android 3.0 a 3.2 (Honeycomb)

Foi o único sistema operacional desenvolvido para tablets, lançado em 22 de fevereiro de 2011. Sua nova interface “holográfica” foi otimizada para este tipo de dispositivo. Ele trouxe melhorias de câmera e simplificação de multitarefas e suporte a processadores com múltiplos núcleos. A navegação na internet também foi melhorada, com a novidade do modo incógnito. O sistema também passou a permitir a encriptação de todos os dados do usuário.

A maioria das Smart TVs com o sistema Google TV utilizava uma versão modificada do Honeycomb 3.2.

Android 4.0 a 4.0.4 (Ice Cream Sandwich)

Lançado em 19 de outubro de 2011, a versão trouxe para os smartphones os botões virtuais disponíveis nos tablets com Honeycomb, abolindo a necessidade de teclas físicas nos dispositivos. Apresentou o Android Beam, que permitia o envio rápido de arquivos por aproximação de aparelhos, por meio de NFC.

Também incluiu a possibilidade de acessar aplicativos diretamente da tela de bloqueio e desbloqueio por meio de reconhecimento facial. O Chrome passou a aceitar navegação em abas (até 16 abas simultâneas), e o sistema trouxe editor de fotos nativo.

Android 4.1 a 4.3 (Jelly Bean)

O Jelly Bean Foi lançada em 9 de julho de 2012 e trouxe uma interface renovada e mais elegante e notificações expansíveis. A edição também trouxe o suporte ao Android Beam via Bluetooth.

Já a 4.2 incluiu a tecnologia Photo Sphere, para produção de imagens em 360º e trouxe a possibilidade de realizar gestos na tela de bloqueio para acessar rapidamente a câmera do celular.

A 4.3 teve outras alterações pequenas, mas uma importante foi a possibilidade de uso do botão do volume para a câmera, nos casos de aparelhos com o Android puro. Foi melhorado o Bluetooth, o teclado e implantados perfis restritos, para evitar que crianças façam compras com o cartão do pai sem permissão, por exemplo.

Android 4.4 (Kit Kat)
Após recente acordo com a Nestlé, o novo sistema Android leva o nome de um dos doces mais famosos da marca. Esse acordo prevê ainda campanhas de marketing em conjunto, com vale-brindes de aparelhos Nexus 4 Nexus 5 e de conteúdo na Play Store.

4.4.2 (3)
4.4.2(K)                               15 de janeiro e junho de 2014
4.4.4 



Android 5.0/5.1 - Lollipop
O Android 5.0 Lollipop foi anunciado em Julho e lançado oficialmente em 3 de novembro de 2014 pela Google. No dia 9 de março de 2015 foi lançada a versão 5.1.

O Lollipop traz diversas novidades e uma nova política visual, intitulada de Material Design.



VersãoAPIData de lançamentoCaracterísticas ( e novidades )
5.0
5.0.1
5.0.2
213 de novembro de 2014(5.0.x)
  • Presença do Material Design, que deixa apps mais chamativos e bonitos;
  • Novos efeitos de toque e de transição;
  • Sistema muito limpo e fluido;
  • Novo modo de economia de bateria;
  • Barra de status dupla;
  • Tela de bloqueio que exibe as notificações;
  • Mudança na visualização da barra de status e nos botões virtuais;
  • Mais segurança;
  • Possibilidade de múltiplos usuários, parecido com o Windows.

5.1
5.1.1
227 de julho de 2015(5.1)
14 de setembro de 2015(5.1.1)
  • WiFi e Bluetooth ajustável pela barra de notificações;
  • Maior proteção contra roubo e perda;
  • Melhoria no modo de prioridade;
  • Configurações de sons e volumes mais funcionais;
  • Vários chips de operadora suportados por padrão;
  • Chamadas de alta definição por padrão.

Android 6.0 - Marshmallow
Android 6.0 "Marshmallow" foi anunciado com o codinome "Android M" durante a Google I/O em 28 de maio de 2015, para os smartphones Nexus 5 e Nexus 6, o tablet Nexus 9 e o set-top box Nexus Player com o número de compilação MPZ44Q. A terceira prévia de desenvolvedor (MPA44G) foi lançada em 17 de agosto de 2015 para os dispositivos Nexus 5, Nexus 6, Nexus 9 e Nexus Player e foi atualizada para a versão MPA44I que trouxe correções relatadas para os perfis do Android for Work.



VersãoAPIData de LançamentoCaracterísticas e novidades
6.0235 de outubro de 2015
  • Now on tap: recurso que contextualiza o Google Now nos aplicativos com um toque no botão home;[1]
  • Modo Doze: recurso que economiza a bateria do dispositivo automaticamente quando em stand-by;[2]
  • Gaveta de aplicações na vertical, com busca alfabética;[3]
  • Barra de busca de aplicativos na gaveta de aplicações e destaque para aplicativos favoritos;[4]
  • Suporte nativo para leitores de impressão digital;[5]
  • Melhorias para compartilhamento de conteúdo entre aplicativos;
  • Modo Não Perturbe;
  • Links para apps para definição de abertura padrão de links em seus respectivos apps;
  • Suporte para pastas de apps grandes, com páginas;
  • Suporte para autorização de permissões de aplicativos sob demanda;
  • Suporte para USB Type-C;
  • Backup e restauração automática no Drive para dados e aplicativos;
  • Modo de tela 4K para apps;
  • Adaptação de memória externa (SD cards) como parte da memória interna;
  • Suporte para MIDI em instrumentos musicais;
  • Suporte experimental para visualização em multi-janela (habilitável somente em aparelhos rooteados).

6.0.1237 de janeiro de 2016
  • 184 novos emojis e mudanças para 48 emojis existentes

Android 7.0/7.1 - Nougat
O Android 7.0 "Nougat" , com o codinome "Android N" foi lançado oficialmente em 2016, no dia 22 de agosto. Até agora, na lista, poucos vão receber o Android N, comparando com o Marshmallow.



VersãoAPIData de lançamentoNovidades e aprimoramentos
7.02422 de agosto de 2016
  • Encriptação nativa;
  • Fim da tela "otimizando apps ... de ...";
  • 72 novos emojis;
  • Tecnologia Vulkan;
  • Controle manual dos níveis das notificações;
  • Novo modo, a "Realidade Virtual";
  • Aprimoramentos no Launcher Google Now;
  • Tamanho da interface e fonte;
  • Smartphones encriptados vão funcionar mesmo após reiniciação inesperada;
  • O "Mono Play", criado para deficientes auditivo;
  • API JobScheduler tornará seu smartphone mais rápido;
  • Parâmetros do sistema mais esperto;
  • Responda mensagens pela barra de notificação
  • Menu "hambúrguer" nas configurações;
  • Projeto Svelte;
  • Função de multi-janela;
  • Novo menu de notificações;
  • Novo menu de aplicativos;
  • Informações de emergência;
  • "Doze" aprimorado;
  • Biblioteca OpenJDK, em vez de JAVA;

7.125

Android 8.0/8.1 - Oreo
A nova versão do Android, chamada de Android Oreo, foi lançada dia 21 de agosto de 2017.





VersãoAPIData de lançamentoNovidades
8.02621 de agosto de 2017
  • O relógio e data na tela de bloqueio estão menores.
  • Agora no Android Oreo, temos um novo easter egg: um polvo que podemos interagir ao tocar na tela
  • Ficou mais fácil acompanhar o consumo de bateria por parte dos aplicativos e também pelos próprios serviços do Android.
  • O recurso “Conversão de texto em fala”, ganhou melhorias, como o suporte a outros idiomas além do nativo do sistema.
  • O Google Assistente foi introduzido como o assistente virtual padrão no Android Oreo.
  • O espaço que havia entre a tela de atalhos do sistema e as notificações foi removido, deixando tudo em uma página só.
  • O valor da porcentagem da carga da bateria na barra de status, agora está em negrito como é visto no relógio
  • Ícones do sistema, agora estão padronizados.

8.127
A História do Android A História do Android Reviewed by Multimidia Info on 13:42 Rating: 5

MATÉRIA EM DESTAQUE ▼

7 novidades que você deve saber sobre o Nokia 9

Depois de algum tempo sem novos smartphones realmente poderosos, a Nokia finalmente anunciou um aparelho premium para impressionar seus c...

Matérias Recentes ▼

Mundo MS No You Tube ▼


MUNDO MS

Destaques dos Sites Mundo MS ▼

Tecnologia do Blogger.